Nomes que Fizeram História

índice de nomes

Napier

página inicial

JOHN NAPIER   (1550 - 1617)


John Napier - matemático escocês, que posteriormente recebeu o título de Barão de Merchiston, nasceu em 1550 no castelo de Merchiston, nas proximidades de Edinburgh, Escócia. Filho de Archibald Napier e Janet Bothwell. Seu tio era Adam Bothwell, Bispo de Orkney, que se celebrizou por haver coroado o Rei Jaime VI e feito o casamento da Rainha Maria de Lorena com Jaime V, Rei da Escócia. Seu pai era um homem muito importante do século XVI, tendo sido designado Chefe da Casa da Moeda em 1582. Sua família adquiriu uma grande propriedade em Merchiston, além de já ter outras em Lennox, Menteith e Gartness.

Napier foi educado na Escócia, no St. Andrews University, e em 1563 matriculou-se no Triumphant College of St. Salvator, onde lhe despertou um grande interesse pela Teologia e pela Aritmética. Porém, acaba abandonando a universidade para estudar na Europa, onde adquiriu conhecimentos em literatura clássica e matemática. 

Durante o tempo em que ficou na Europa, estudou os princípios que fundamentam a notação dos números e a história da notação arábica, descobrindo suas raízes na Índia. Foi ele quem fez as primeiras tentativas com respeito ao desenvolvimento da base dois para a contagem. Em 1571, Napier voltou à Escócia para assistir ao segundo matrimônio do seu pai. Neste mesmo ano ele engaja-se com ardor na polêmica em torno da reforma protestante.

Por volta de 1590, Napier já havia conseguido um completo conhecimento da correspondência entre as progressões aritméticas e geométricas, o que acabou servindo de base para que ele desenvolvesse o conceito de logaritmo.

Para Napier, o estudo da matemática era só um passatempo e ele chegou a ganhar fama de inventor, pois imaginou verdadeiros engenhos, alguns de guerra destinados a conter a invasão de Filipe II, porém nunca construídos. Entre as suas imaginações também estavam vários artifícios para o ensino de aritmética, um dos quais, conhecido por "Napier's bones", ou Ossos de Napier, que sobrevivem até hoje e são utilizados para dividir e multiplicar de forma mecânica. Napier também achou expressões exponenciais para funções trigonométricas e introduziu a notação decimal para frações, além de algumas outras contribuições para a matemática, como a trigonometria esférica.

Mas a sua contribuição mais importante foi a criação dos logaritmos, publicada em um tratado de 1614, onde abrange a descrição deste método junto com um conjunto de tabelas e regras. Napier tinha a intenção de que, por meio dos seus logaritmos, desse uma grande ajuda aos astrônomos, livrando-os dos erros de cálculos com grandes números. Escreveu, também, tabelas de logaritmos de funções trigonométricas, incluindo tabelas de senos e seus logaritmos, calculados de minuto a minuto.

Embora estivesse implícito no trabalho de Napier em seu desenvolvimento dos logarítmos, o número 'e', do logaritmo natural, somente foi estudado de maneira mais profunda cerca de um século depois, com Leonhard Euler, quem, inclusive, utilizou a letra 'e' para representá-lo e batizou o logaritmo que tem este número como base, de neperiano em homenagem ao descobridor dos logaritmos.

John Napier faleceu em 4 de abril de 1617.

A palavra "Logaritmo" foi inventada por Napier a partir das palavras gregas "Logos" (razão) e "Aritmos" (número), o que mais tarde acabou tendo uma interpretação no latim como "números que evoluem".

 

índice de nomes

Napier

página inicial