Nomes que Fizeram História

índice de nomes

Loschmidt

página inicial

JOSEF LOSCHMIDT   (1821 - 1895)


Quando os átomos e as moléculas eram ainda completamente hipotéticos, Loschmidt usou a teoria cinética para realizar a primeira estimativa razoável do tamanho molecular.

Josef Loschmidt foi um pioneiro da física e da química do século 19. Nasceu em 15 de março de 1821 em Pocerny (Putschirn), uma vila pequena onde hoje é a atual Áustria, filho de um fazendeiro pobre. Em sua vida, Loschmidt foi afortunado em encontrar pessoas que reconheciam sua inteligência. O primeiro foi Adalbert, um pároco theco que persuadiu seus pais a enviarem o jovem Josef à universidade no monastério de Piarist em Schlackenwerth, em 1837 às classes avançadas da Universidade de Praga, e seguido por dois anos de filosofia e matemática na Charles University, também em Praga.

Na universidade, Loschmidt encontrou-se com seu segundo mentor importante, o professor de filosofia Franz Exner, que por estar com problemas de visão pediu a Loschmidt para ser o seu leitor particular. Exner foi conhecido por suas reformas inovadoras nesta escola, que incluíram a promoção do ensino de matemática e de ciências a assuntos importantes. Exner chegou a sugerir a Loschmidt, que passou a ser um bom amigo pessoal, para tentar aplicar a matemática aos fenômenos psicológicos. Como seria esperado, Loschmidt falha na tarefa. Mas neste processo transformou-se em um matemático muito capaz. Mudando-se para Viena aos 20 anos, Loschmidt foi atraído pelas leituras de química e de física no instituto politécnico e na universidade, conseguindo sobreviver dando aulas particulares.

Já depois de formado em química, em sua primeira publicação, em 1861, Loschmidt propôs as primeiras fórmulas químicas estruturais para muitas moléculas importantes, introduzindo símbolos para ligações duplas e triplas do carbono. Quatro anos mais tarde, quando estava ensinando ainda em uma escola secundária, aos 44 anos, Loschmidt resolveu um dos problemas os mais duradouros e difíceis de seu tempo: Foi a primeira pessoa que utilizou a teoria cinética dos gases (introduzida por Daniel Bernoulli no século XVIII e desenvolvida em meados do século XIX por Clausius e Maxwell) para obter um valor bastante razoável para o diâmetro de uma molécula. Isto ocorreu em um momento em que a teoria cinética e a própria existência das moléculas ainda eram coisas completamente hipotéticas.

Na verdade, Loschmidt estudou e avaliou o "Número de Avogadro", e dele deduziu o número de moléculas por unidade de volume, que ficou conhecido como "Número de Loschmidt". A determinação do tamanho molecular trouxe rapidamente o reconhecimento de seu trabalho. Com isso, foi-lhe oferecida uma posição na Universidade de Viena, em 1866. Em 1870, Loschmidt publicou medidas mais exatas em relação aos gases.

Loschmidt e seu colega mais novo, Ludwig Boltzmann, foram bons amigos. Sua crítica da tentativa de Boltzmann de derivar a segunda lei da termodinâmica da teoria cinética, tornou-se famosa como "o paradoxo da reversibilidade". Loschmidt conduziu Boltzmann a seu conceito estatístico da entropia, como um registro logarítmico do número dos estados microscópicos que correspondem a um determinado estado termodinâmico.

Ironicamente, foi somente alguns anos mais tarde que Kekulé propôs a estrutura do anel da molécula do benzeno, uma configuração que já havia sido prevista pelos diagramas de Loschmidt para mais de cem hidrocarbonetos aromáticos. Isto acabou deixando alguma dúvida na famosa história de Kekulé, muitos anos mais tarde, que dizia que a estrutura do anel de benzeno lhe tinha vindo em um sonho.

Loschmidt faleceu em Viena, em 1895.

 

índice de nomes

Loschmidt

página inicial